Seja bem vindo!!

Entre e desfrute...

23.5.11

Márcio Bittar, a esperança contra a "ditadura da felicidade"


Márcio Bittar é natural de Franca-SP, começou sua trajetória política no PMDB, pelo qual se elegeu deputado estadual em 1994 e deputado federal em 1998. Em 1999 saiu do PMDB e filiou-se no PPS, hoje sua sigla partidária é o PSDB.

Em seu mandato como deputado estadual, foi escolhido o deputado do ano em 1995 e o deputado mais atuante em 1996. Em 1997 foi líder na Assembléia Legislativa. Político brilhante, respeitado e admirado, é no momento a maior perspectiva de interromper a hegemonia e supremacia dos irmãos Vianas. Sua votação, na ultima eleição, é uma comprovação disso, sendo o deputado federal mais bem votado do Acre e proporcionalmente o segundo do Brasil, com 51 mil votos, Bittar diz "estar pronto pra qualquer desafio", e disso não duvido, pelo contrário vou além e digo que se Márcio estivesse concorrendo no lugar de Tião Bocalon, tinha, sem dúvidas, sido vitorioso como governador do Acre, porque o povo já está percebendo que a política proposta pela FPA já saiu de "moda".

Concluo dizendo, que se os partidos de direita quiserem podem ter uma vitória esmagadora, basta deixarem essa briga ridícula de lado e unirem-se em prol de um nome forte e bem aceito, um nome que não consta nada que o desabone, e acima de tudo transmita esperança, segurança e perspectiva de melhoras. Não vejo outro, se não o de Márcio Bittar, como forma de embasar o que digo, abaixo segue sua biografia, com uma descrição sucinta de suas qualificações como político e como cidadão.

Márcio Miguel Bittar 
Nascimento: 
28/6/1963
Naturalidade: 
Franca, SP
Profissões: 
Agropecuarista
Filiação: 
Mamédio Bittar e Manife Miguel Bittar
Gabinete: 
952, Anexo 4, Telefone: 3215-5952, Fax: 3215-2952
Mandatos (na Câmara dos Deputados):
Deputado Federal, 1999-2003, AC, PMDB. Dt. Posse: 01/02/1999; Deputado Federal, 2011-2015, AC, PSDB. Dt. Posse: 01/02/2011.
Licenças:
Licenciou-se do mandato de Deputado Federal, na Legislatura 2011-2015, para tratamento de saúde, por 2 dias, a partir de 1º de março de 2011, sem convocação de Suplente.
Filiações Partidárias:
PMDB, 1993-1999; PPS, 1999-2009; PSDB, 2009-.
Atividades Partidárias:
Secretário-Geral, Juventude do PMDB, Campo Grande, MS, 1981-1982; Membro, Executiva Regional do PMDB, AC, 1996-; Líder do PMDB, 1997; Vice-Líder do Bloco PDT/PPS, 2001. Secretário-Geral, PMDB, Juventude do PMDB, Campo Grande, MS, 1981-1982; Membro, PMDB, Executiva Regional, AC, 1996; Líder, PMDB, Assembléia Legislativa, AC, 1997; Vice-Líder, PDT/PPS, Câmara dos Deputados, 2001.
Atividades Parlamentares:
CÂMARA DOS DEPUTADOS - 54ª Legislatura
COMISSÃO PERMANENTE: Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - CMADS: Suplente, 1/3/2011 - ; Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional - CAINDR: Titular, 1/3/2011 - .
COMISSÃO ESPECIAL: COMISSÃO ESPECIAL - REFORMA POLÍTICA: Suplente, 3/3/2011 - .

CÂMARA DOS DEPUTADOS - Legislaturas anteriores à 54ª
COMISSÕES PERMANENTES: Agricultura e Política Rural: Titular, e Suplente, 1999-2001; Amazônia e Desenvolvimento Regional: Titular, e Suplente, 2000-2001; Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Minorias: Membro, 1999-2002; Direitos Humanos: Suplente, 2000-2001.
COMISSÕES ESPECIAIS: Falência, Concordata Preventiva e a Recuperação das Empresas com Atividades Econômicas: Suplente, 1999-1999; PEC nº 3/99, Período de Mandato Eletivo: Suplente, 2001-2001; PEC nº 137/99, Subteto: Segundo Vice-Presidente, 1999-2000, Titular; PEC nº 277/00, Combustíveis: Segundo Vice-Presidente, 2001-2001, Titular; PEC nº 294/95, Benefícios aos Ex-Integrantes do Batalhão de Suez: Segundo Vice-Presidente, 1999-2000, Titular-; PEC nº 598/98, Idade Mínima para Cargo Eletivo: Segundo Vice-Presidente, 2001-2001, Titular-; PEC nº 639/99, Proíbe Reeleição: Segundo Vice-Presidente, 1999-2001, Titular; PL nº 2.905/97, Alimentos Geneticamente Modificados: Suplente, 2001-2002; PL nº 4.828/98, Produção, Comércio e Fiscalização de Sementes: Suplente, 2001-2002; PLP nº 167/00, Estatuto da Terra: Suplente, 2001-2001; Reforma Política: Segundo Vice-Presidente, 2001-2002, Titular-.
CPIs: Avanço e Impunidade do Narcotráfico: Suplente, 1999-1999; Denúncias do FUNDEF: Suplente; Sistema de Vigilância da Amazônia - SIVAM: Segundo Vice-Presidente, 2001-2002, Titular-.

CÂMARAS MUNICIPAIS, ASSEMBLEIAS LEGISLATIVAS E CÂMARA LEGISLATIVA DO DF
ALAC: Comissão de Constituição e Justiça: Membro; Comissão de Orçamento e Finanças: Presidente.

CONGRESSO NACIONAL
Comissão Representativa do Congresso Nacional: Suplente.
Mandatos Externos:
Deputado Estadual, Rio Branco/AC, Partido: PMDB, Período: 1995 a 1999
Atividades Profissionais e Cargos Públicos:
Chefe da Assessoria Parlamentar, Ministério Integração Nacional, 2003-2003.
Atividades Sindicais, Representativas de Classe e Associativas:
Presidente, UCE, Campo Grande, MS, 1981-1983; Fundador e Membro, Diretoria da USMES, Campo Grande, MS, 1984.
Condecorações:
Deputado do Ano, 1995; Deputado Mais Atuante, 1996; Troféu Imprensa, Autoridades Políticas, Empresariais e Imprensa de Brasília, Brasília, DF, 1997.
Estudos e Cursos Diversos:
Secundário, Escola Latino-Americana, MS, 1981-1983; Filosofia Política, Teoria Marxista, PECUS, Rússia, 1984; Nível Médio, CETEB, AC, 2000; Marketing Político, FIRB, 2004; Ciências Sociais e Políticas, Uninorte, 2005.
Missões Oficiais:
Membro, Comitiva da Assembléia Legislativa do Acre, Comissão Especial para Assuntos de Interesses Regionais, Lima, Peru, 1996.
Seminários e Congressos:
PALESTRANTE: Curso de Especialização em Assessoria Parlamentar, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2000. PARTICIPANTE: I Congresso de Reconstituição da UBES, 1982; I Encontro de Assembléias Legislativas da Região Norte, Rio Branco, AC, 1994.

6 comentários:

Vigilante disse...

Caro Aquiles, eu não tenho partido nem preciso ter para reconhecer um bom candidato. Gosto tanto de política como de farinha com feijão e um bom bife. Mas não entendia por que batia tanto na esquerda. Tá explicado, você é de direita. Apesar de eu achar que tudo é farinha do mesmo saco - Já que no Brasil não existe ideologia partidária, há grupos de interesses que se movem de acordo com as conveniências. Mesmo assim, continuo achando que tua voz é importante e fundamental neste espaço de miscigenação ideológica e partidárias que se tornou o teu blog, Porém, vou me dar ao direito de discordar um pouco quanto aos Vianas. Eles têm muitos erros e alguns muito grandes, mas não posso negar que o Acre é outro depois deles. Acho que agora podemos ter outros líderes de direitas porque o comparativo já foi traçado: ser melhor do que os Vianas.
Um abraço, meu velho.

Diana disse...

Vc está atirando pra todo lado né Aquiles? também não é pra menos, eu entendo vc.
sei como é a sua situação, é como se fosse uma pessoa perfeita e de uma hora pra outra perdesse os braços ou as pernas e ficasse dependente, muito triste.
vc sempre usurpou dinheiro da prefeitura, agora que não pode mais, está revoltado, só que no seu caso, não perdeu apenas os braços ou as pernas, perdeu os quatro ao mesmo tempo, ficou totalmente inválido. Sua revoltada é grande, também não é pra menos, ainda mais quando se trata de um bolsista em uma universidade federal que dependia do dinheiro público pra se formar, seu diploma foi jogado pro ar, bem feito!!!
Mas pensa pelo lado positivo Aquiles, vc agora não depende mais de nada, pode trabalhar e ganhar dinheiro honesto para continuar com sua mordomia, assim será mais bonito pra vc.

alissa de cassia disse...

Vc acha mesmo Aquiles que o pt vai cair nesse seu jogo barato?
Vc lutava pelo Vando, passou para o Dr,Rodrigo e agora já mudou de novo, vc está desesperado mesmo hein!
pena que essa sua atitude é em vão, o pt não precisa de vc e do Márcio para ganhar, o pt precisa da população, como vc mesmo sabe, está funcionando.
O povo não é bobo!
Ou pode até ser um pouco, elegeram o Vando duas vezes, isso não é sinal de inteligência. Mas agora eles podem opinar novamente, e espero que dessa vez agem certo, pra não caírem na mesma cilada.
Assim vc afundará de vez!kkkkkkkk

Fernando Dantas Maciel disse...

Desespero ? Isso só prova que meu coléga Aquiles nao tem partido, ele é um cidadão e defende as PESSOAS que acredita serem competentes, e nao siglas partidarias, nao é como essas fanáticas, Diana e Alissa que perdem tempo brigando com um cara tao inteligente.

Voces meninas concluiram pelo menos o ensino médio para terem pretensão de discutir com esse verdadeiro Cientista Politico que tem se revelado o Aquiles ou qualquer que seja o seu outro nome? Tenho pena de voces, só me revelam a cada comentario a sua inocencia.

Barack Ozama disse...

Fernando, concordo com suas palavras...
Essa Diana só escreve errado, todo dia o povo manda ela aprender a escrever e ela sempre no mesmo ERRO!!!!Analfabetismo de primeira ordem, escreve do jeito que FALA...
Diana mulher, ao invés de ficar debatendo com alguem que tanto intende e VC sempre leiga em tudo, seria melhor se VC fosse fazer uso da gramática e tbm tomasse gosto pela leitura, quem sabe assim nao melhoraria em suas dissertacoes sem pé e sem kabeca....

aquiles disse...

Olá Vigilante, suas palavras são bastante pertinentes, também gosto muito de política, mas não sou de esquerda nem de direita, já votei no Jorge e no Tião Viana, Marina Silva, Binho Marques, e mais de uma vez, mas não suporto grupos que querem monopolizar o poder e com eles é assim, é só ver como fazem quando tem uma eleição pra diretor de escola ou pra qualquer sindicato, tornou-se uma verdadeira corrida ao tesouro, inclusive com promessas de pavimentação de ruas, dá pra acreditar? Tudo isso pra manter o controle de todas as instituições e centralização do poder, é como se fosse uma ditadura moderna, se é que isso existe. Certa vez na inauguração de um prédio publico, Jorge Viana humilhou seu cinegrafista, tudo porque em um determinado momento uma criança se aproximou e ele demagogicamente a beijou, o cinegrafista, por um descuido não filmou, fiquei estarrecido com a reação e percebi naquele momento a intenção deles.
A simpatia que tenho por Márcio Bittar, é por perceber seu excelente preparo e também porque nunca encontrei nada que desabone sua conduta como cidadão e como político, penso que merece uma oportunidade, porque os Viana já mostraram a que vieram, apesar de respeitar teu posicionamento te digo que não se iluda achando que eles prestaram relevantes serviços, porque as normas atuais são muito mais rigorosas, independente de quem é de esquerda ou direita, então qualquer um que administre um bem público, tem que prestar conta, bem diferente de 20 anos atrás onde os servidores ficavam 3 meses sem receber seus salários.