Seja bem vindo!!

Entre e desfrute...

15.3.12

Relato de um funcionário solidário



Olá amigo AQUILES, quero lhe dizer que sou seu fã nº 01 e no dia que não acesso seu blog fico de mal comigo mesmo, acho que já estou viciado em ler o que você escreve e quando olho e vejo que não deu ar de sua graça, fico triste.

          Sou funcionário municipal, trabalhei por muitos e muitos anos na Escola Municipal José Augusto de Araújo, porém, por não adotar a postura e o comportamento do diretor que lá está, decidi sair da referida escola e ir trabalhar em outra.

          Outro sim, por motivo de tempo não sei manusear com eficiência um computador, porém isso não vem ao caso. Pois bem, resolvi escrever para você por me sentir indignado com o que foi feito e ainda estão fazendo com o professor Furtado e a professora Amélia, sua esposa, ambos são professores da referida escola, sendo ela a irmã mais velha do vereador Luís Meleiro, acho que deve conhecê-la, não sei.

       Conheci-a Amélia ainda muito jovem, com quinze a dezesseis anos dando aula para idosos (MOBRAL), na antiga e extinta Escola Omar Sabino de Paula, onde hoje funciona a fabrica de gelo no bairro da praia. Quando a mesma casou com seu Furtado foi morar no seringal de propriedade da família Furtado e lá chegando os dois começaram a trabalhar como professores das Escolas Rosa Maria Paulino Gomes, Escola Santa Laura e Arnaldo Gomes de Farias. Nessa época eu trabalhava como supervisor da zona rural e nunca tive algo de negativo a acrescentar na ficha individual de cada um deles. Voltando a Escola JAA, tive o privilégio de trabalhar com os dois e os mesmo com a mesma garra de sempre.

Seu Furtado muito reservado e dona Amélia muito séria, porém na hora de ajudar era com ela mesma, não se escusava de fazer algo que lhe fosse solicitado, como diz o ditado pau pra toda obra, só não aceitava abuso, gostava que lhe pedissem sempre por favor, pois segundo ela, essa palavra deve está em primeiro lugar.

         Diante de tanto descaso que acontecia na escola JAA, um grupo de funcionários procurou seu Furtado com o intuito de que o mesmo viesse a se candidatar ao cargo de diretor na referida escola, porém a princípio ele não aceitou e sua esposa muito menos, pois, segundo ela, eles eram vizinhos e amigos da professora Do Carmo e não queriam magoá-la. Voltamos a insistir já com um grupo maior de funcionários e vários alunos, ele resistiu ao convite e novamente não aceitou, foi quando o atual intruso que está como gestor, que de gestão não entende nada, decidiu candidatar-se juntamente com a professora Miracélia Moura, também não deu certo e no meio da campanha desistiram, foi então que com muita insistência por parte de funcionário e alunos Furtado aceitou laçar sua candidatura sendo eleito com a maioria dos votos.

            Assumindo a direção da escola pela qual fora eleito o mesmo não mediu esforços, arregaçou as mangas e começou a trabalhar nos três turnos com pretensão de que a escola funcionasse de modo que viesse a superar o grau de negatividade e baixa estima dos funcionários, bem como elevar o índice de aprovação, que até então era de 52% índice esse muito baixo concorda? Pois bem, durante todo ano letivo os professores tinham acompanhamento toda semana e no final do ano o índice de aproveitamento foi bem maior do que era antes e nesse mesmo ano no final do mês de dezembro as avaliações finais foram aplicadas antes do tempo previsto, pois seu furtado já teria conseguido a reconstrução da escola, fato que se concretizou, pois a escola foi toda derrubada, sobrando somente à cantina e o laboratório que diziam ser de informática, mas de informática não funcionava nada.

            Todavia, a construção da escola causou muita repercussão e inveja haja vista que nenhum gestor, que por a escola passou, conseguiu fazer o que Furtado fez em um ano de mandato e foi então que se formou um grupo de políticos, sindicalistas e amigo intimo de Lauro (os chamados presbítero da Assembleia de Deus), com o intuito de derrotar Furtado como: Júnior Bocão, Abimael Caxias, Rildo, Gislaine, Muller, Acioly, Eurico, Joãozinho, Roberto Freire, Maranguape, Chico Hulk, Aderlandio, Chagas Batista, socorro Góes, Marisete, Marilete sorrisão, Luiz Nunes (vice-diretor da escola supracitada), Nilsemar chefe do setor da merenda, como se sabe a mesma dizia que a merenda da JAA, segundo ela, não podia faltar um dente de alho caso contrário Furtado batia lá para buscar e isso era verdade ele não assinava um documento sem ler e se faltasse alguma coisa ele nem recebia; em conversa com o mesmo ouvi por diversas vezes  dizer “não estou aqui somente para ganhar dinheiro e nem muito menos para puxar saco de quem quer que seja, trato todos por igual ninguém é melhor que ninguém” e quando precisava solicitar algo para a escola ele mesmo ia atrás não mandava ninguém ele mesmo ia fazer o serviço.

            Entretanto, quando iniciou os rumores de que haveria eleição nas escolas municipais, começou também o vandalismo por parte de Lauro, Luis e alguns alunos aliados deles. Aconteceu de tudo, depredação na escola, no material de cantina que vivia guardado no deposito, fato aliás muito estranho, pois quem tinha as chaves não sabia e nem queria se explicar o que estava acontecendo só dizia que não fazia nada porque não tinha espaço para ele trabalhar (Luis), como acontece até hoje nada faz.

            Fatos ridículos aconteceram tanto por parte do SINTEAC quanto por parte da SEME, que no intuito de eleger o pastor trataram logo de mudar a Lei de Gestão tirando o direito dos provisórios votarem, até então todo funcionário provisório votava, como também começaram fazer a troca dos funcionários permanente por provisório e a baderna continuou, Furtado foi agredido na presença de professores e funcionários por diversas vezes chegando o mesmo ter que prestar queixa tanto na delegacia quanto no Fórum, o mais engraçado foi que todos os professores que tinham contrato provisório que foram arrolados como testemunha, foram todos chamados a SEME e avisados que se os mesmos comparecessem ao fórum seriam todos demitidos e outros se acovardaram pois já faziam parte da chapa do pastor e até tinham seus cargos  definidos, caso o mesmo chegasse a vencer a eleição e não é difícil saber quem são esses pilantras, haja vista não ter outro adjetivo a dá a esse tipo de gente, que age dessa maneira duvidosa, no intuito de barganhar cargo e se dar bem.

Outro fato que não posso deixar de mencionar é sobre alguns funcionários que tinham noras ou filhos trabalhando em seus lugares, todos poderam votar menos o então vereador Raimundo Furtado (irmão de Antonio Furtado) e a senhora Nonata do Bacurau, que por se declarar contra a candidatura do pastor, não tiveram direito a votarem nem sob ordem judicial, já que a liminar expedida pelo juiz não foi aceita pela comissão da SEME e pelo  sindicato, que a meu ver deveria ser neutro e não cambar para um lado ou outro. Furtado venceu a eleição, porém como apareceram quatro cédulas a mais na urna, cédula essas que foram colocadas por um delinqüente na urna e mesmo sendo o tal individuo advertido imediatamente não deu outra, à ordem foi anular a eleição e determinar se faria outra na segunda feira. Tudo premeditado e articulado minuciosamente tanto é que deu certo. 

          Outro fato interessante foi que antes do tempo previsto na Lei de Gestão, o pastor já estava com sua portaria assinada e empossado, enquanto que os outros gestores eleitos somente com um mês após serem eleitos, receberam suas portarias para serem empossados. Foi aí que começaram os destroços na JAA. O homem pensava que era dono de tudo, casou, batizou, crismou e ainda acabou com o Conselho Escolar, órgão máximo e deliberativo. O patrimônio público da escola foi roubado, sucateado e as humilhações eram terríveis ao ponto de fazer os funcionários estarem quase todo sábado escovando a escola e sem comer o dia todo.

          Como todo gestor tem por direito escolher sua equipe, assim o fez e duas pessoas que fizeram parte de uma das chapas por não aceitarem ir para sala de aula, foram obrigados a saírem da escola e ocupar cargos em outras instituições. Trocando em miúdos, a época da gestão de Antonio Furtado foi o melhor tempo de trabalho que tivemos na JAA, haja vista que o índice de aprovação que era de 52% passou para 82%. A merenda era muita e de boa qualidade, tanto é que o mesmo teve que comprar dois freezeres grandes, pois os que tinham não comportavam tanta carne, frango, verduras etc...pois seu Furtado era atento a tudo principalmente no que se referia a quantidade e qualidade dos produtos, ele exigia tudo pelo contado. Enfim, o bom foi que antes de completar um ano de mandato a escola estava toda no chão para ser reerguida novamente como de fato aconteceu. A escola foi reconstruída, também foi reimplantado o ensino infantil que foi um sucesso, foi implantado cursos de informática com currículo, com durabilidade de dois anos, tendo como coordenador e professor Eronildo Marques e, quando o aluno terminava o oitavo ano recebia seu diploma estando estes prontos para trabalhar nas mais diversas empresas existente em nosso município, coisa que não existe mais na JAA.

         Voltando a falar do sucesso que estava acontecendo na escola formou-se um grupo de pessoas que se sentiam incomodados com o que seu Furtado fazia e exigia para a escola, pois na verdade ele não estava lá só para ganhar dinheiro, não estava nem aí exigia mesmo e de tudo a escola tinha e muito.  Alguns do grupo: Júnior Bocão, Abimael Caxias, Chico Batista, Carlinhos Félix, Eurico, Acioly, Joãozinho, Maranguape, Aderlandio (diretor da 15 de junho na época), Cabo Orlando, Professora Marisete, Luis Nunes vice diretor na ocasião, Marilete Sorrisão e outros. Foi aí que começou a sessão de vandalismo na escola. Esse grupo mandava alunos fazerem baderna, depredar a, invadir salas de aulas, irem sem uniforme e outras coisas mais que não vem ao caso relatar, pois quem trabalhava na escola sabe muito bem do estou falando e que é verdade, inclusive a ex- senhora Marcondes pegou um tapa na cara dos vândalos e agora é o braço direito do diretor. 

         Todavia, a sessão de baderna perdurou de verdade pois como tinham Marilete como aliada não adiantava denunciar, o presbítero saia com seu compassa Luis Nunes de casa em casa falando mal de seu furtado e pedindo votos para eles. Seu furtado foi agredido por diversas vezes pelos dois companheiros de máfia e nada lhe acontecia pois como já citei tinham como sua aliada a companheira Marilete sorrisão que lhes defendia e não lhes cobrava nada pelo serviço prestado aos amigos. Na eleição a distribuição de sacolão foi tão grandiosa que ao passar o período da eleição as escolas que não tinha merenda em entoque ficaram sem. Não posso deixar de mencionar os fogões e geladeiras dados para várias pessoas como também dinheiro em espécie deixado nas casas dos funcionários dentro de envelopes dizendo o porque da oferta e para que e, se o então candidato Lauro Benigno Perdesse quem tivesse dobra perderia, quem tivesse vindo da zona rural voltaria.

       O descaso foi tanto que se algum funcionário se manifestasse contrário ao posicionamento do diretor Lauro, logo seria devolvido a seme sob a alegação de qualquer coisa e sem o conhecimento do funcionário. Diante dessa situação e percebendo que não seria possível sua reeleição, Lauro, Marilete, Sinteac e os outros compassas decidiram adiar a eleição para 2011, dobrando todos os funcionários de apoio, 84% com o aviso da prefeita de que se seu candidato perdesse todas as dobras seriam retiradas, como também os contratos provisórios seriam tirados, sendo os mesmos dado para outras pessoas e assim aconteceu o canalha foi reeleito novamente e aí as perseguições foram a todo vapor para o Sr, Furtado, coisa que não colou dessa vez ele foi esperto e não cedeu as vontades do pastor (que de pastor só tem nome). Daí a caçada foi contra a professora Amélia, tirando-a da sala de aula, para lotar suas compassas e cabo eleitoral, torturadoras de alunos Neide e sua amiga que já sabemos quem é, ambas conhecidas como antipáticas e que só sabiam gritar na sala de aula com os alunos, pois, quem trabalha na JAA sabe que sempre eram alvo de reclamações, tanto por parte dos alunos quanto por seus pais. Isso para assegurarem uma complementação de salário de quase mil e quinhentos reais no contra cheque, pois como não tem serviços para as dondocas fazerem a tarde e as mesmas tem dobra, Marilete Sorrisão vai ter que demitir quem tem contrato ou dobra ilegalmente. Lauro, não podendo tirar seu Furtado atacou sua esposa que tanto fez e fará pela  escola.

            Ressalto ainda que dona Amélia é uma professora responsável, alfabetizadora admirável e não poderia está passando por essas humilhações haja vista que tem passado por vários problemas de saúde e ainda está se recuperando de cinco cirurgias, porém mesmo assim não se recursa a trabalhar; além disso como a professora faz parte do Conselho Escolar o mesmo tem medo de ser incomodado e quer a todo custo tirar a professora da sua escola, pois é assim que o mesmo a chama não sabendo ele que não tem autoridade para tanto. Segundo pessoas da escola, alguém telefonou para seu irmão Luis Meleiro que ao ter ciência do acontecido e sabendo que a professora iria viajar para Rio Branco, tendo em vista que a denúncia feita ao Ministério Público daqui nunca dá em nada, o mesmo logo chamou a irmã e pediu para ela não viajar garantindo ele resolver essa pendenga com seu colega de partido, ver se pode uma coisa dessas?

            È bom mesmo que algo seja feito, caso contrário como a Lei de Gestão da educação não foi reformulada as cabeças de vários gestores irão voar, quem conhece a lei sabe que ela é bem clara e lei não se discute se cumpre.

OBS: O CONSELHO FOI EXTINTO e nunca foi feito uma prestação de conta se foi é falsa, há quem diga que seu Lauro está bastante enrascado, pois sua prestação está tendo o que falar e já aconteceu até discussão na SEME, no entanto o caso está abafadíssimo sobre ordem da prefeita. Bravo não? Ah! na escola existe um maníaco o vigia Herivelto, o mesmo atacou 6 servente do turno da manhã uma foi a ex- do Edvar ( Dora) que por pouco não conseguiu livra-se do safado porém as mesmas denunciaram ao  diretor e o mesmo fez de conta que nada tinha acontecido mandando que todas ficassem caladas caso contrário seria pior para elas.

            Outro fato ridículo é quanto a merenda da escola, além de não ter e o pouco que aparece é roubada por duas merendeiras e duas servente o diretor sempre teve conhecimento e não falava nada para não perder seus votos e se quiser averiguar a veracidade dos fatos é só colocar alguém para observar que irá ver quando as mesmas saem com vasos ou suas sacolas cheias de merenda e o alunos coitados sobram!

            A escola estava toda deteriorada, janelas e portas quebradas, ar condicionados todos pifados, a cantina sem material para preparar o pouco de merenda que vinha todo dia e se assim não fosse a mesma sumia antes de ser preparada e para não perder o voto das pilantras, o diretor fazia vistas grossas e não falava nada.

            Ouvindo uma conversa de um homem de confiança da prefeita o mesmo disse que ouviu ela dizer que antes de terminar seu mandato iria reformar a escola JAA, pois segundo Marilete a escola foi construída por seu Pai, Odilon Vitorino, fato esse que já está acontecendo, temendo ela perder as eleições, além de querer arrumar o então legado feito por seu pai.
            Finalizando, AMIGO, decidi escrever para vc, pois conheço toda história  de trabalho desse casal e acima de tudo são excelentes professores, pois tive dois filhos alfabetizados por ela os mesmos eram repetentes, muito indisciplinados, já tinham frequentado várias escola e foi na Municipal e com o empenho dessa professora que meus filhos aprenderam a ler, escrever passaram de ano e já terminaram o ensino médio. Estou indignado com essa situação!!

          Não sei escrever utilizando a linguagem culta como vc por isso peço que faça a gentileza de ler e reorganizar o texto e, por favor, publique no seu blog isso é um crime o que esse individuo está fazendo com essa mulher que tanto contribuiu para com a educação do nosso município tanto na zona rural quanto na zona urbana.
           
MEU MUITO OBRIGADO!


O relato é grande, mas decidi publicá-lo na totalidade por considerar as denuncias por demais graves. O mesmo espaço que foi dado ao funcionário que enviou o e-mail também está assegurado a qualquer um que foi citado.

4 comentários:

Barack Ozama disse...

Quem diria hein...Lauro Benigno, està junto com esse povo traidor e perseguidor (LEÖES)..Lauro meu querido, nao te conheci assim nao, conheci vc um minino pè no chäo onde sempre lutou para conseguir seus objetivos, mais nunca lembro de ter visto Vc passar por cima de alguem, p chegar onde quer que seja, essa pra mim foi uma grande SURPREZA e confesso aqui ser SOLIDÀRIO ao CASAL: Dona AMÉLIA E ANTONIO FURTADO, pois nao sou amiga de ambos, mais tbn nunca ouvi falar nada que abonasse vossa condulta,e por isso tenho por eles grande RESPEITO e sei que sao pessoas q como Lauro Benigno, vieram da lama e lutaram para chegar onde estao, e nao è por picuinhas politicas que tenham q esta sofrendo este tipo de REPRESÀLIA,,.....Dona Amèlia e Seu Antonio, ja que o Ministerio publico daqui so funciona a favor da SORRIZAO, por que VCS nao pegam a estrada e vao direto p RB, denunciar esse corja diretamente no MP. Estadual..dai vcs aproveitam e a vao atèum canal de TELEVISÄO e contem tudo para que todo o ACRE veja como è a perseguiçäo em TARAUACÀ..

SORRIZAO, JA QUE TU FALA TANTO EM PATRIMONIO CONSTRUIDO PELO SEU PAI, APROVEITA E DEVOLVE O PRÈDIO Q ELE EM VIDA DEIXOU ATRAVÈS DE UM TESTAMENTO, FEITO PELA SENHORA ENTAO ESCRIVÄ IDÀLIA ESTEVES VIANA E JOSÈ DE OLIVEIRA LEÄO, NA COMPANHIA DAS TESTEMUNHAS, LIBERDADE TORRES, JAQUELINE ARAÙO E MARIA ACCIOLY( MAE DO ACCIOLY), POR QUE TU DEPOIS Q ELE FALECEU SÒ NAO TOCOU FOGO NA FÀTIMA PQ SE TOCAR VAI PRESA, MAIS OQ UE TU PODE FAZER PARA ARRUINAR A VIDA DELA TU FEZ....DEVOLVE, POIS ELE JA DEIXOU COISAS DEMAIS P VCS Q NUNCA TIVERAM TRABALHO ALGUM COM ELE.....

Quando dar p ela nao ter respeito nem pela vontade do pròprio PAI, imagina por AMÈLIA O ANTONIO..KKK..

Não Sou Cofre disse...

O desvio está montado:::
1) Esse coordenador da prefeitura que se chama Francisco, só tem cara de bobo, mas é basante esperto e ligeiro no gatilho... Sob as orientações e em parceria com os dois motoristas da prefeita Marilete do Sorriso, Antõnio do Jasson e Ronivaldo, estão vendendo gasolina e óleo diesel com preço abaixo do mercado... Eles pegam as requisições com o senhor Francisco, vendem e certamente racham os lucros entre sí. As informações dão conta de que o negócio tá indo de "vento em popa". O grande problema, no entanto, é que no final o lucro deles representa prejuízo para a população, pois o combustível é pago com recursos municipais, no que, não seria nada demais a prefeita e as demais autoridades tomarem providências contra isso que vem acontecendo, junto a prefeitura muncipal de Tarauacá... Prefeita Marilete abra o olho, abra olho, pois os rapazes são espertos e estão a enganar-lhes.

A gente não mente... Mentir pra que comunista Balsista? Abraço guerreiro Aquiles.

VIGILANTE DA HORA disse...

É muita falta de vergonha desses canalhas que perdem as eleições duas vezes seguida para a mesma pessoa e ainda querem sair como se fossem os bonzinhos, né Furtados?
Pois bem, todos sabem que a veracidade dos fatos mencionados nesta postagem são fantasiosas ou tendenciosa, até porque digo com conhecimento de causa que trabalhei todo um período na Escola mencionada e inclusive apoiei esse cidadão que juntamente com umas cambadas de desocupados (Ex-vereador Raimundo Furtado, Vânio - que hoje trabalha na Valdina (e que juntamente com Amélia, Raimundo Furtado e Antonio Furtado enviaram esse Email), só sabiam perseguir quem não lessem na cartilha deles.
Pois além do mais sofremos muito nas mãos da senhora Amélia, que era quem mandava na escola, inclusive com os recursos do PDDE, decidia o que seria comprado para a escola, isso sem ouvir a comunidade escolar, as aberrações eram tamanhas que em certa ocasião chegaste a comprar até uma máquina de lavar roupa para a escola, sera?
Senhores e senhoras, diante dos fatos o que posso comentar é que muitas pessoas têm a mania de fazer julgamentos precipitados. O senhor Lauro, Luiz, e demais mencionados têm suas falhas, todavia, os fatos mencionados são fantasiosos por demais pelo simples fato de conhecimento de causa e conhecer as figuras que enviaram esse Email, né Vânio?

Milhão disse...

Estou pasmo como o texto desse cidadão que se diz professor(a),ele(a) deveria fazer sua alto crítica, mas deixar a vida particular das pessoas de bem fora da disputa eleitoreira.
Eu adoro muito o seu Antonio E Dona Amélia e sei das dificuldades que eles enfrentam nesta escola como outros colegas também sofrem preconceito em outra instituição, se é pobre fica fora do debate se é rico consegue tudo o que quer e assim por diante.Mas dizer que um grupo formado pelas as pessoas citadas no texto é muita pouca vergonha por que acompanhei de perto a primeira eleição e aconteceu tudo ao contrario como diz o texto. Um homem como: os vereadores citados, Chagas Batista e Junior Bocão perder seu tempo para se envolver com eleição de escola é uma palhaçada perdida de quem citou-os e criar uma novela dessa.Agora vai envolver muitas pessoas dentro da escola e outras particulares,se essa pessoa prova por que no procurou a justiça e não agredir as imagens das pessoas de bem inclusive a do seu Antonio e da professora Amélia irmã do vereador Meleiro.Sei que mais uma vez essa pessoas quer destruir a escolar municipal e a imagem do Batista e do Luiz Meleiro. Pouca vergonha para quem não tem o que fazer, essa pessoa deve ser eleitor (a)da Marilete com certeza está combinado com a Socorro Chefa e com o Evaristo Mandão. kkk
Fui mas volto logo.